Em 2016, uma polêmica se formou em torno do Google por conta da privacidade dos usuários e ela está de volta, agora por conta da”Gigante de Buscas” ter confirmado que a sua assistente pessoal e até mesmo alguns dos funcionários ouvem gravações do que os usuários dizem quando dizem “Ok Google” ou apenas estão próximos do celular.

A revelação vem do IndiaToday, onde é afirmado que representantes do Google disseram ao Comitê Parlamentar Permanente de Tecnologia da Informação da Índia que alguns dos seus funcionários escutam conversas feitas entre a Assistente do Google e os usuários dos seus aparelhos, sejam eles celulares ou dispositivos inteligentes.

Em 2019 o Google já havia confirmado que trechos de comandos feitos para a Google Assistente eram enviados ocasionalmente para revisão de seus funcionários. Estes trechos eram desvinculados das suas contas e apenas 0,2% deles eram ouvidos por estes empregados com a finalidade de tornar o recurso mais eficiente.

Entretanto, tudo se torna mais complexo hoje, pois o Google confirmou que trechos de gravações são feitos mesmo quando os usuários não dizem “Ok Google”, dessa forma, o celular ou dispositivo inteligente pode gravar qualquer coisa a qualquer momento.

Para esclarecer melhor, vamos ler um trecho da política de privacidade do Google sobre a Assistente:

 Ocasionalmente, o Assistente será ativado quando você não pretendia, porque detectou incorretamente que você queria sua ajuda (como por um ruído que parece“ Ei, Google ”). Se isso acontecer, basta dizer Oi Google, não era para você, e o Assistente excluirá o último item enviado ao Google.

É muito interessante notar que há o recurso de dizer “Ok Google, não era para você”, entretanto, o Google nunca evidenciou essa possibilidade, que é mencionada apenas nas pequenas letras da Política de Privacidade que você pode acessar pelo link abaixo:

  • Política de Privacidade da Assistente do Google — acessar

De qualquer forma, é um alívio saber que pelo menos as gravações são repassadas em anonimato, pelo menos segundo o Google. Por outro lado, é preocupante notar que estamos sendo gravados o tempo todo pelos nossos aparelhos.

E não é só o Google, quem afirma é o consultor de segurança Dr. Peter Henway, da Asterix. Segundo ele, alguns aplicativos, como o Facebook, têm acesso aos dados de seu microfone. 

“De tempos em tempos, trechos de áudio voltam para [outros aplicativos como o Facebook] os servidores, mas não há um entendimento oficial sobre quais são os gatilhos para isso”, explicou Peter. “Seja com base no tempo ou na localização ou no uso de determinadas funções, os apps certamente estão usando essas permissões de microfone periodicamente. Todos os elementos internos dos aplicativos enviam esses dados de forma criptografada, por isso é muito difícil definir o acionador exato”.

Em outras palavras, como o seu smartphone te escuta? O consultor afirma que existem palavras-chave que ativam a coleta. Da mesma maneira que um “Ok Google” vai ativar o Assistant, se você [supostamente] disser uma palavra como “Japão”, o Facebook vai te mostrar as melhores passagens disponíveis para o país na próxima vez que você estiver online.

Testando na prática

O pessoal da Vice resolveu fazer um teste por conta própria. Duas vezes por dia, durante 5 dias, eles falaram em voz alta ao lado de um smartphone algumas frases que poderiam disparar essa coleta e, posteriormente, exibição de anúncios em redes sociais.

  • Uma das frases ditas era “eu preciso de camisetas”. O Facebook começou a exibir propagandas sobre “roupas de qualidade” logo em seguida, em menos de 24 horas.
  • Após uma conversa sobre os dados de celular estarem acabando, a rede social começou a exibir propagandas de planos para celulares mais baratos e com mais GBs disponíveis.

Qual é o perigo disso? Obviamente, as companhias afirmam que não vendem seus dados e hábitos de navegação, mas o perigo, reside em agências de espionagem que podem abusar dessa coleta de alguma maneira.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário