12 – Adaptabilidade

Estamos no meio de uma mudança de Era. Vivemos hoje em um mundo incerto e, de certa, forma até imprevisível por conta de tantas mudanças acontecendo simultaneamente e com uma velocidade sem precedentes.
 
Um artigo muito bacana da Harvard Business Review diz que a Adaptabilidade é a nova vantagem competitiva – e isso vale para profissionais e organizações.
 
Adaptabilidade é a habilidade que fez com que nós, seres humanos, conseguíssemos chegar até aqui. Atravessamos séculos evoluindo, criando, inventando, acelerando nosso desenvolvimento ao longo da história.
 
Ou seja, o recado da vida é claro: o mundo gira. E não para. Daqui um tempo, todas as novas tecnologias que hoje ainda estão no início de seu desenvolvimento vão se popularizar.
 
Quando nossos filhos, netos e bisnetos falarem sobre Inteligência Artificial, Robôs e Realidade Virtual, será como falamos hoje do Computador, do Celular, da Internet
 
O que hoje vemos como novidade, em muito pouco tem será comum. Será o “normal”. Será o status quo. E você? Vai olhar apenas para suas conquistas do passado? Ou está disposto a desenvolver novas habilidades, conhecer novas tecnologias, novas estratégias?
 
O quanto você tem a capacidade de ler o cenário e os sinais de mudança para se antecipar e criar estratégias para se antecipar e transformar a sua empresa, seus produtos e serviços – e até você mesmo?
 
Por isso, é bastante razoável dizer que ADAPTABILIDADE será “a” habilidade a ser desenvolvida em um mundo de mudanças aceleradas.
 
Desenvolver a adaptabilidade é o que vai diferenciar aqueles que estarão à frente das mudanças daqueles que não conseguirem se adaptar. Exemplos no mundo corporativo não faltam: Nokia, Kodak, etc.
 
Como profissional, a adaptabilidade vai permitir que você identifique oportunidades onde os demais somente veem problemas. Vai lhe propiciar oportunidades de crescimento.
 
A adaptabilidade vai possibilitar que você se torne mais flexível e não nade contra a corrente. E, principalmente, vai permitir que você experimente, teste novas abordagens, aprenda com essas experiências e lidere a mudança.
 
****
 
Em qualquer processo disruptivo e de mudança, nós temos duas opções: nos colocar como plateia ou como protagonistas deste processo. Não dá para adivinhar o futuro, mas a gente pode criar as condições para nos preparar de forma pró-ativa.
 
Estamos em um momento histórico de transição. Não há respostas prontas e absolutas.
 
Mas, como diz Clayton Christensen, um dos papas da Inovação, sairão na frente aqueles que começarem a jogar esse NOVO JOGO ANTES que o velho jogo termine.
 
Prepare-se por que o futuro já está virando a esquina!
Fonte: Futuro S/A