Warning: Declaration of ES_Text_Diff_Renderer::_lines($lines, $prefix, $class) should be compatible with Text_Diff_Renderer::_lines($lines, $prefix = ' ') in /home/w3alpha/www/tecnologia/wp-content/plugins/exploit-scanner/exploit-scanner.php on line 834
Arquivos EUA - W3alpha Tecnologia

EUA

200 km, percorridos na Espanha, por comboio sem motorista

comboio_volvo

Enquanto o Google começa a rodar com seu carro sem motorista nos EUA, na Espanha um comboio inteiro acaba de fazer com sucesso sua primeira jornada.

A empresa Volvo colocou nada menos do que dois caminhões e três carros rodando juntos, testando um sistema de comunicação veículo a veículo que permite que o comboio atue de forma autônoma e coordenada.

O primeiro caminhão era dirigido por um motorista, enquanto o segundo caminhão e os três automóveis vinham atrás, seguindo o líder de forma automática, sem motorista.

Isto representa um passo adiante em relação ao conceito de carro sem motorista, uma vez que, além de andar por contra própria, os veículos precisam se comunicar uns com os outros para que o movimento seja coordenado.

Siga o líder

O comboio percorreu 200 quilômetros de estradas normais na Espanha, como parte do projeto Sartre (Safe Road Trains for the Environment).

Fruto de um consórcio de empresas e universidades, com financiamento da União Europeia, o projeto pretende colocar carros sem motorista nas estradas em dez anos, na tentativa de evitar os acidentes automobilísticos.

Este é o primeiro teste da técnica “siga o líder” em estradas – a estrada estava com trânsito normal, não tendo sido fechada para o teste.

“Nós percorremos 200 quilômetros em um dia e o teste ocorreu sem qualquer incidente. Estamos realmente entusiasmados,” disse Linda Wahlstrom, que coordenou o experimento.

Comunicação veículo a veículo

O sistema de navegação e comunicação veículo-a-veículo inclui câmeras, radares, sensores a laser e comunicação por rádio.

Os veículos no comboio usam o sistema para “imitar” o comportamento do veículo-líder através de um controle autônomo, acelerando, brecando e virando exatamente da mesma forma que o líder.

O comboio rodou a 85 km/h, mantendo uma distância de seis metros uns dos outros. Em pistas fechadas, o sistema já foi testado com sucesso com intervalos entre os carros de cinco a 15 metros.

Fonte: IT

Apagão da Wikipedia em protesto contra lei sobre internet

wikipedia-logo

A versão em inglês da Wikipedia ficará fora do ar na próxima quarta-feira (18/01) em protesto contra os projetos de lei SOPA (Stop Online Piracy Act) e PIPA (Protect IP Act), atualmente em discussão no Congresso dos Estados Unidos. Essas novas leis dariam mais poderes à Justiça dos Estados Unidos contra sites acusados de distribuir conteúdo ilegal na internet.

Voltada principalmente para lidar com sites hospedados fora dos Estados Unidos, a SOPA permitiria que o governo obrigasse os provedores a bloquear acesso a sites acusados de pirataria de conteúdo. Além disso, empresas de pagamento, como PayPal, teriam que cortar os serviços dos sites acusados. Empresas de publicidade também seriam proibidas de veicular anúncios em sites com conteúdo pirata.

Entre as principais entidades que apoiam a lei estão a RIAA, que representa grandes gravadoras americanas, e a MPAA, associação que reúne os grandes estúdios de Hollywood. Essas entidades argumentam que atitudes mais drásticas são necessárias no combate à pirataria de conteúdo na internet. Segundo essas entidades, atualmente é quase impossível impedir o acesso a sites com conteúdo pirata hospedado em outros países, principalmente no leste europeu.

A oposição à nova lei vem principalmente de empresas de tecnologia, como Google e Facebook. Elas argumentam que a SOPA e a PIPA podem ferir leis de proteção ao direito individual e criar uma censura à internet. No último sábado (14/01) a Casa Branca divulgou comunicado em que afirma que não apoiará a SOPA e a PIPA em suas versões atuais.

A Wikipedia se junta a outros sites, como o Reddit e a rede de blogs I Can Haz a Cheezburger, que já tinham anunciado a suspensãos dos acessos na próxima quarta-feira.

Fonte: IG