Plogging

Criado na Suécia, o plogging, esporte em que as pessoas correm e recolhem o lixo do chão.  Esta prática de exercício está  ganhando cada vez mais adeptos mundo a fora.

O nome plogging vem da junção das palavras plocka upp que em sueco significa pegar lixo e jogging, como é chamada a corrida recreativa em inglês.

Quem pratica caminhadas ou corridas ao ar livre sabe que é encontrado muito lixo espalhado. Podemos nos pegar pensado “seria tão bom ter uma forma de recolher o lixo e praticar corrida…” Isso já existe. Conheça o plogging, nova modalidade de corrida ecológica.

Tudo o que você precisa é de uma sacola para recolher os resíduos, tênis de corrida, uma roupa confortável e luvas se não quiser tocar no lixo.

Praticamente todo mundo sabe da importância para o planeta e para a saúde de não acumular lixo nas ruas. Evita enchentes, problemas de saúde, proliferação de insetos, ratos etc. Além disso, o plogging traz inúmeras vantagens para seus praticantes.

Um treino de corrida não pode ser  substituído pela prática de plogging. Segundo o app sueco Lifesum, que incorporou o plogging às modalidades inclusas, 30 minutos de plogging queima 288 calorias enquanto uma corrida queimaria cerca de 235 e uma caminhada por volta de 120. Diferentemente de um treino de corrida comum, o plogging soma corrida há um treino intervalado com outros exercícios específicos para pernas (devido aos agachamentos para recolher os dejetos), alongamentos, treino de braço para carregar os pesos e impulso para voltar à correr. Claro que sempre tomando os devidos cuidados com o peso excessivos das sacolas e com se exercitar da forma correta, para que a prática tão abrangente não se torne maléfica.

Alguns adeptos do plogging ainda usam uma tática que aumenta a intensidade da atividade física e seu gasto calórico. Em determinados momentos do exercício, eles correm na maior velocidade possível até encontrar um lixo no chão. Aí, dão uma pausa, o recolhem e voltam a acelerar até a próxima sujeira.

Outra vantagem é que o plogging ajuda a fortalecer o abdome. Motivo: carregar o lixo em uma das mãos gera um desequilíbrio no corpo e obriga os músculos do core (centro de equilíbrio do corpo) a trabalharem para manter o tronco estabilizado durante as passadas.

Não foram encontrados registros de pessoas que fazem o plogging em nosso país, mas é provável que já existam adeptos. De qualquer forma, devido à grande quantidade de lixo jogado nas ruas por aqui, especialmente em grandes cidades, praticar a modalidade no Brasil deve ser desafiador. Ou seja, o atleta vai acabar fazendo mais plocka upp do que jogging.