Tenho redes sociais, não preciso de site

Ter um site é a presença digital mínima que uma empresa necessita, porém, muitas empresas ainda acreditam que não precisam de um site próprio. Estas não consideram relevante ter um site, outras afirmam que o negócio é pequeno e pode se sustentar em uma rede social, principalmente em época de crise. Mas elas não se atentam ao fato de que, sem um site, uma simples campanha de marketing direto com o disparo de e-mail marketing já se torna tarefa extremamente difícil.

Ter um site propicia a forma mais simples de ser encontrado na internet. Sua empresa pode ser excelente, possuir o melhor atendimento e oferecer produtos e serviços de ótima qualidade, mas nada disso irá adiantar se as pessoas não encontram o que você faz (diariamente são feitas até 2 bilhões de pesquisas no Google). O cliente deve ser conduzido até sua empresa, quando pesquisa na internet o produto ou serviço que você oferece, por isso é importante ter um site bem otimizado e atualizado. Mas o mais importante é que o site é seu e você cria as regras. As redes sociais são de “graça”, mas as regras são deles e podem mudar a qualquer momento e mudam a favor deles é claro.

O Facebook estimula empresas a criar suas páginas ou Fan Pages, mas diminuiu a visibilidade e a relevância de postagens não patrocinadas. Você pode personalizar sua página do Facebook, mas há um limite. Tendo seu próprio domínio, sua marca tem o controle sobre o conteúdo produzido. Nas redes sociais você não pode aplicar estratégias de SEO, no qual há ainda o risco de seu concorrente aparecer em um anúncio bem na sua página.

As redes sociais são parte fundamental de uma estratégia de marketing digital, entretanto, um site é muito mais profissional do que um perfil social. Para a maioria das pessoas, uma empresa que não é facilmente encontrada no Google, simplesmente não existe, pois o Google é o principal mecanismo de pesquisa que os usuários utilizam. Devido ao alto grau de influência da internet na vida das pessoas, não estar visível na rede é equivalente a estar fora da lista telefônica, se ainda vivêssemos nos anos 80. Algo completamente insano naqueles dias.

O custo de ter um domínio na internet é muito baixo, mas com resultados muito altos. Tendo um domínio próprio, além de ter os seus e-mails e de seus colaboradores personalizados, com o nome de sua empresa, você poderá ter um site, uma loja virtual, um blog, enfim o que sua empresa precisar, além de funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, ou seja, sua empresa sempre aberta e visível em tempo integral para seus clientes.

Cuidado ao renovar o seu domínio

O domínio é o nome que serve para localizar uma empresa, uma marca ou um profissional na internet.

Existem várias empresas que realizam o registro de domínios nacionais ou internacionais.

No Brasil o registro de domínios é feito pelo Registro BR, que é um departamento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR, braço executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br).

Para registar um domínio, é necessário ser uma entidade legalmente representada ou estabelecida no Brasil como pessoa jurídica (Instituições que possuam CNPJ) ou física (CPF) que possua um contato em território nacional.

O valor para registrar um domínio nacional (.br) é de R$ 40,00 anuais.

A renovação do registro é anual e o Registro BR envia um aviso de cobrança por e-mail para os contatos do domínio 30 dias antes de cada expiração. Neste e-mail é informado um link que redirecionará à página do site do Registro BR que tem as informações de renovação.

Portanto o Registro BR não envia boletos pelos Correios.

Existem várias tentativas de fraudes circulando por aí, levando as pessoas de boa fé a pagarem por boletos falsos e preços absurdos, achando que estão fazendo a renovação do seu domínio.

Boletos emitidos no site do Registro.br, referentes ao pagamento do registro e manutenção de domínio sob o “.br”, possuem as seguintes informações:

CEDENTE NIC.br – CNPJ 05.506.560/0001-36
BANCO 237-2 Bradesco
AGÊNCIA/CÓDIGO CEDENTE 2370-1 / 0029998-7

Observem também na parte superior do boleto a existência do logotipo do Registro.br e os dados do NIC.br, conforme imagem abaixo:

Em caso de dúvida, antes de realizar o pagamento, contate a Central de Atendimento do Registro BR.